RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Late Bloomer (Black Paisley)

Late Bloomer (Black Paisley)
(2017, Independente)
(5.7/6)

Late Bloomer é o trabalho de estreia de um coletivo sueco, provavelmente desconhecido da maioria, os Black Paisley, mas que já cá andavam como StephMetal, uma banda de covers. Dos covers ao originais foi a evolução natural e daí até ao alocar recursos e meios para se chegar a um álbum foi o processo previsível. Mas se este processo é (ou foi) previsível, o mesmo já não se pode dizer da música que o quinteto apresenta em Late Bloomer. Forte e consistente dose de rock clássico com alguns toques de blues, country e sulista é a receita para este conjunto de nove temas bem interessantes. E é curioso verificar que nomes tão díspares nos surgem quando se ouve Late Bloomer. Vocalmente, o trabalho aproxima-se (nem sempre mas bastas vezes) de Eddie Veder dos Pearl Jam, mas musicalmente Brian Adams acaba por ser uma das referências mais óbvias, o que não deixa de ser, aparentemente, um contrassenso, face à distância estilística que separa estes dois nomes. E se é verdade que o inicio com Run Run Run promete muito hard rock, isso acaba por não se confirmar porque os Black Paisley rapidamente retiram o pé do acelerador, introduzem a guitarra acústica e acalmam. Mas é precisamente nesta altura que surgem os melhores momentos: Autumn (bela melodia), Kickin’ (rock mais vibrante), It Ain’t Over (bluesy, sulista com órgãos atmosféricos) e Coming Home (fantástica balada com inicio de piano à ABBA) são os melhores momentos que a banda consegue criar. E é aqui que se mostra e se prova que os Black Paisley têm ideias e capacidades para evoluírem ainda mais numa próxima etapa. Isto porque na primeira atingiram um resultado bastante satisfatório.  

Tracklist:
1.      Run Run Run
2.      Way To Something
3.      Easy
4.      Ordinary Day
5.      Autumn
6.      Kickin’
7.      This Is My Day
8.      It Ain’t Over
9.      Coming Home

Line-up:
Stefan Blomqvist – vocais e guitarras
Ulf Hedin – guitarra solo
Jan Emanuelsson – baixo
Robert Wirensjö – teclados, piano
Robert Karaszi - bateria

Internet:
Website        
Spotify      
Youtube      
Apple      
Soundcloud          
Facebook      
Instagram             
Twitter             

Comentários